22. Que eu veja!

09/05/2013 11:57

Que meus olhos se abram para um mundo novo

e o meu coração inquieto repouse em ti,

luz plena que rompe as trevas.

Livra-me, Senhor, da cegueira da indiferença e da falta de fé.

E quando meu olhar estiver ofuscado,

Aproxima-te de mim e eu direi: Senhor que eu veja!

Não quero olhar o mundo como antes

Quero um olhar esperançado

Não quero o olhar do desprezo

Sim o da acolhida que humaniza.

Senhor, que eu veja novas coisas

Neste mundo cego e trevoso.

Que eu veja e a ajude os outros a verem tua face resplandecente.

Todavia, há aqueles que não acreditam em ti,

Não te enxergam, não te reconhecem

Que eu os respeite,

Mesmo sabendo que estão nas sombras

Possam estes despertar a humanidade em plenitude

E vivam dignamente.

Quero enxergar os que estão caídos no abismo do anda.

Possa eu, ajudar a curar os cegos do mundo.

Quero ser para ti instrumento de cura.

Aqui estou, Senhor, que eu veja

Que eu olhe o mundo e os seres humanos com teu olhar.