8. Caminhada

09/04/2011 07:58

Caminho nos caminhos do Senhor.

Caminho trilhando as veredas da vida

Caminho a olhar pelos campos, as matas, as flores...

A sentir a brisa suave em meu rosto

Nas encruzilhadas, indecisão, temores...

O Senhor me toma pela mão

E uma força vem do fundo do meu coração – decisão

Continuo a caminhar...

Estradas longas, trilhas,

Subidas, descidas, planícies e planaltos

As pedras da vida machucam meus pés

Abismos profundos do meu ser

Caminhando pela minha história

Faço de minha vida viva memória

Do meu choro quando nasci

Do primeiro ar que respirei

Do primeiro beijo que levei

Das minhas quedas

Dos primeiros passos que me levaram a caminhar

Nos caminhos de minha infância

O sorriso, a alegria, a dor – da dor partida daqueles que se foram!

Se foram, deixando apenas sinal...

O afeto e o amor

A vida que desabrocha em flor!

Nos seus caminhos, Senhor,

Contemplo a infância e a adolescência vividas,

Sinto a nostalgia dos anos que passam

E preparo-me para o encontro com a morte!

As encruzilhadas, os caminhos compridos e cumpridos!

Às vezes não sabendo nem quem eu era!

Mas a vida a cada dia ressurge

Deixando sempre as lembranças

De um hoje que já se foi...

Senhor, eu caminho nos seus caminhos sem fim!

Ensina-me os caminhos da vida enchendo-me de alegria na sua presença!

Sou caminheiro-peregrino das próprias estradas de mim...

 

Para meditar:

 

At 2, 28

Sl 16(15), 11

Sl 86 (85), 11